quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Resenha: "O Dragão de Gelo" - George R.R. Martin


UAL! Esse livro é digno de se tornar clássico infantil!


O Dragão de Gelo é o "novo" livro do autor George R. R. Martin, lançado recentemente pela Editora LeYa, parceira da Tríplice. As aspas são porque o livro foi escrito em 1980, e só publicado no Brasil agora, em 2014, devido a todo o sucesso que o escritor teve com sua série As Crônicas de Gelo e Fogo.

Recebemos o livro essa semana e assim que o peguei em mãos, comecei a ler; eu só não esperava chegar ao seu fim 40 minutos depois.  Mas a capa dura, as ilustrações e o trabalho gráfico fazem eu não querer mais soltá-lo. Ele está em uma edição tão bonita e tão bem feita que minha vontade é levá-lo para onde quer que eu vá.  A capa não é exatamente dura, é feita com papel couché e supremo, e na minha opinião, está de bom tamanho para um livro com apenas 130 páginas. O espaçamento de linhas é bem largo e a fonte é enorme - como se pode ver na imagem - perto dos livros que estamos habituados a ler, justamente para facilitar e atrair a leitura dos mais novos. As ilustrações foram feitas pelo artista espanhol Luis Royo, cujo nome não sugiro ser pesquisado no google imagens - aparece uma série de artes feitas por ele tão sinistras que você pode adorar ou se espantar, como eu. Contudo, no livro, seu trabalho foi diferente. Os traços fortes das imagens e a opção por deixá-las em preto e branco e praticamente por todo o livro criam uma atmosfera gélida ao folhear as páginas, clima perfeito para acompanhar a leitura do conto.


O Dragão de Gelo conta a história da pequena Adara, uma filha do inverno, uma garota de 7 anos que nasceu durante o inverno mais frio que suas terras tinham visto até então. Adara vive com o pais e os irmãos numa fazenda, e vive contando os dias para a chegada do tempo frio. Ao longo dos invernos, a garota desenvolve um afeto único com um dragão de gelo, criatura que só aparece durante a estação mais fria e visita a garota sempre que o clima permite.No desenrolar da história percebe-se que há uma guerra acontecendo e que uma hora ou outra afetará a vida dela e de sua família. Em determinado momento isso acontece e ajuda para o combate virá do dragão de gelo, e claro de Adara. 


Título Original: The Ice Dragon
Autor: George R.R. Martin
N° de páginas: 128
Editora: Leya

Mesmo isso soando épico, não é esse o foco do conto, e sim o amor que há entre a humana e a criatura. Amor, este, que é extremamente sensível ao decorrer da história e que nos emociona ao chegar em seu fim. Não há como não se envolver com tudo aquilo e sentir na pele o drama que a história apresenta. Há um momento de enorme superação e quase que torcemos para aquilo não acontecer. O errado parecia tão normal para a garota que quando a personalidade dela muda, ficamos deslocados e procurando respostas para o futuro daquilo. Entretanto, o que devemos fazer é aceitar aquilo e absorver os valores de sacrifício e amor passados pelo livro. O Dragão de Gelo é agora um dos meus queridinhos, e se um dia tiver filhos, lerei para eles como se estivesse lendo qualquer outro conto de fadas. É uma história pura, dura e crua mas repleta de ensinamentos que todas as crianças devem absorver.


Postar um comentário