segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Resenha: "Proibido" - Tabitha Suzuma


Hoje com falar de um livro um tanto quanto delicado. Vamos lá que vocês hão de concordar.
O fato de o assunto  tratado no livro já ser delicado por si só já nos deixa com certa apreensão antes de iniciar a leitura. Eu, pelo menos, não tinha ideia do que esperar de uma situação como essa, já que na minha realidade não existem muitas situações como a do que o livro se trata, na verdade quase nenhuma. Então sim, é complicado escrever ou ler sobre isso inicialmente e ainda mais fazê-lo com tamanha intensidade como Taborda Suzuma fez.
Proibido nos apresenta a história de uma família realista formada por duas crianças, um pré-adolescente e dois adolescentes, sendo esses dois últimos os responsáveis pelos outros já que a mãe exerce pouca (ou nenhuma) função que deveria. Tais fatos levaram Maya e Lochan, os dois mais velhos, a se aproximarem talvez um pouco demais. Os dois nunca se viram como irmãos, no fundo sempre houve algo que bloqueava o laço sanguíneo que os unia, e então eles percebem o inevitável, o quanto eles precisam um do outro mais do que deveriam, e assim começa o grande dilema que embala todo o livro. As indagações interiores de ambos os personagens (uma vez que os capítulos são mesclados com as narrativas de cada um), a preocupação constante com a família.. Tudo isso se intensifica ainda mais depois dos fatos. 

Proibido é por si só uma leitura intensa abordada com uma escrita simples, e que às vezes contradiz seu narrador, ou seja, em alguns momentos a simplicidade de Maya ou de Lochan não é apoiada pelas palavras que foram usadas por eles mesmos em suas descrições de alguma situação, mas esse talvez seja o único ponto negativo da trama.
Durante todo o desenrolar temos uma tensão pois tanto eles (personagens) quanto nós sabemos a intensidade de tudo que está acontecendo mesmo não tendo vivido a situação, e eu achei que o mérito dessa sensação é devido aos capítulos narrados alternadamente.
O desfecho me deixou pasma, pois nas últimas páginas somos levados a acreditar em um final plausível, mas de repente somos surpreendidos pelo que realmente acontece, ainda estou pensando nas possibilidades e talvez esse tenha sido um desfecho plausível afinal.
Estava ansiosa por ler esse livro e minhas expectativas não foram frustradas, mas devo dizer que estamos falando de um romance jovem adulto, o livro conta com algumas partes fortes, mas achei que foram bem intercaladas, visto que se tratavam de dois jovens. Sobre os personagens, só gostaria de acrescentar a minha impressão sobre Lochan em especial. Ele sofre de uma timidez estrondosa, ele tem ataques de pânico se alguém simplesmente vem conversar com ele, e isso é reforçado a cada instante do livro, o que me incomodou bastante. Tudo bem que é um problema sério dele, mas isso deixou o personagem chato. 
Enfim, no geral eu gostei da história e do desfecho, me deem suas opiniões também. Beijos e até a próxima.


Título Original: Forbidden
Autora: Tabitha Suzuma
N° de págs: 302
Editora: Valentina
Postar um comentário