quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Por que eu não li Agatha Christie antes?

A gata
Desde que começamos o canal, muitos de vocês vêm tentando nos convencer a ler os benditos livros da "Rainha do Crime". Também conhecida como Aghata Christie, a mulher com o nome cheio de "H"s escreveu muitos livros de investigação, e por isso ganhou esse apelido super simpático. Confesso que já tive alguns livros de investigação, mas não era um gênero que me atraia muito. Sinceramente, eu preferia passar longe. Estava receoso de ler livros que envolvessem apenas elementos reais; esse é bem o tipo de livro que recomendam na escola, e livros de escola me remetiam a um grande trauma.


Mas voltando ao assunto: venho hoje falar sobre "O Assassinato no Expresso do Oriente", considerado um dos melhores da autora. É uma das dezenas de histórias onde o detetive é Hercule Poirot, indivíduo pelo qual toda inteligência e glória de Agatha são transmitidas. O livro se passa num passado não muito distante, mais precisamente no início do século XX. Contudo poderia muito bem ser transportado para o presente, pois a trama não se apega em nada no quesito época. O tempo é algo chamativo no livro: toda a história se passa em pouquíssimos dias, quem sabe horas, o que só engrandece a velocidade de raciocínio de Poirot.

O crime investigado é o assassinato de um homem dentro do Expresso do Oriente - para quem não sabe, é um famoso trem fazia o percurso Europa-Oriente e está presente em inúmeras outras hisórias. Contudo, o homem morto é cheio de inimigos, e isso dificulta bastante o serviço de Poirot, tornando o final simplesmente sensacional. SIMPLESMENTE SENSACIONAL! Acreditem, é um dos melhores finais de livro que já tive o prazer de ler em toda a minha vida. E não é por isso que o miolo da história deixa a desejar, a narrativa é bem intensa e fluida, tanto que o li em dois dias (fazia tempo que não lia rápido assim) e nenhum trecho é cansativo ou maçante. É um livro de investigação, portanto tudo é importante para a compreensão e conclusão do caso, então o tempo todo ficamos fazendo pequenas conexões e nos sentindo o próprio detetive.

Tudo que posso dizer além disso é que O Expresso do Oriente é altamente recomendado, e para quem não gostava do gênero, como eu, é uma ótima deixa para dar uma chance. Estou super ansioso para ler os próximos dela, ainda mais com essas edições lindas de capas duras da Nova Fronteira, e quando lê-los, prometo que volto para contar para vocês como foi.



Título original: Muder in the Orient Express
Autor: Agatha Christie
Editora: Nova Fronteira
Nº de páginas: 206
Postar um comentário